The Secret of Color 

7 Dec 2023 - 9 Apr 2023 

por Bruno Simões

Vivemos numa sociedade que se perdeu num processo de adoecimento intenso durante muito tempo. Uma sociedade intoxicada fisicamente, intelectualmente e energeticamente, que clama por cura, por um antídoto.  Não à toa, cresce tanto a procura por alimentos mais saudáveis e hábitos mais sustentáveis e, há algum tempo, o conceito do Bem Viver tornou-se prioridade para muitos e palavras como Wellness e Hygge  (que significam bem-estar e conforto respectivamente) foram estiveram no topo dos relatórios de tendências dos últimos anos. Acreditamos, no entanto, que não basta alimentar o corpo físico, é preciso nutrir também o corpo mental, emocional e social para o verdadeiro "bem viver" - e, para isso, a arte e o design nos parecem essenciais. 

 

O primeiro passo para a cura e qualidade de vida está na consciência: a percepção do nosso próprio corpo ( que fala!) e das relações e sistemas que movem o  mundo nos ajuda aguiar ações e escolhas para melhor viver e conviver em sociedade.  Por isso, os fios condutores do Antídoto estão nas palavras  "Satcitānanda" ( "existência, consciência e prazer" em sânscrito) e "Nunchi", conceito coreano que explora a arte de avaliar o que as pessoas estão pensando e como elas se sentindo para criar conexão, confiança e harmonia.  Também acreditamos na filosofia japonesa "Wabi-sabi" que, dentro de um conceito bastante amplo, aborda uma estética centrada na aceitação da transitoriedade e imperfeição. Reconhecemos o tempo e tudo o que se transforma com ele. Caminhamos contra a tendência acelerada rumo à uma uniformização da experiência sensorial e nos apoiamos no paradigma estético baseado na natureza que traz saúde mental e equilíbrio à arte de viver. Queremos, portanto, ser o antídoto para a falta de sensibilidade e reflexão do mundo ocidental contemporâneo. 

 

Julgamos, por fim, que a estética anda ao lado da ética e acreditamos na arte e no design como uma forma de evolução - pessoal  e social. As obras e criativos destacados aqui serão, portanto, aqueles que despertam o nosso olhar para a reflexão e para possibilidades de mudança. Reavaliar nossos hábitos, prioridades e ações nos parece fundamental para esse processo de cura. E, o mais importante, é preciso fomentar o pensamento e questionamento das diretrizes que regem nosso planeta atualmente, pois uma coisa é certa: o mundo que construímos até aqui fracassou. 

 

É importante buscar saídas, encontrar formas de nos fortalecer e cuidar do nosso planeta e corpo. Estamos aqui para pensarmos juntos! 

Fotos

por Bruno Simões